A incansável Glau Weil

glau noticias
Glaucila Weil, triatleta

Glaucilia Weil, a Glau – ou Cila, no esporte e nas redes sociais – é um exemplo de resistência. Aos 62 anos, esta sócia do Caiçaras acaba de faturar o primeiro lugar de sua categoria na primeira etapa do Circuito UFF Rio Triathlon, na prova Sprint (Natação: 750m / Ciclismo: 20 km / Corrida: 5 km).

Atual campeã estadual olímpica de triatlo e terceira colocada na primeira etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar, Cila foi a única participante de sua faixa etária (mais de 60 anos) e, no ranking geral, foi a 66ª de um total de 72 participantes do Circuito UFF (baixe aqui). Ela fez o circuito em 1h44s. A vencedora, de 37 anos, fez em 1h11. Das 10 primeiras colocadas, nove têm entre 33 e 44 anos, e uma tem 18. “Como não tem nenhuma ‘coroa corajosa’, disposta a treinar, eu levo todas”, ela brinca, modesta, como se participar de uma prova de resistência fosse coisa para qualquer mortal.

“A vitória tem um sabor de dever cumprido. Acho que nem precisaria ganhar para me sentir assim”, diz. “Mas é claro que subir em um pódio, representando mulheres da minha idade, servindo de exemplo para aquelas que acham que já chegaram ao fim da linha, é muito gratificante”, completa.

Mas este é o lado glamoroso, o “minuto de fama”, como define. No dia-a-dia, o que ela encara são treinos pesados, restrições alimentares e muita musculação, tendo ainda que equilibrar a vida social, a familiar e o trabalho – Glau é paisagista e já foi diretora de paisagismo do Caiçaras, tendo contribuído muito para o embelezamento dos jardins do clube.

Uma curiosidade que torna a história ainda mais especial: ela aprendeu a nadar já adulta, aos 25 anos – e não quis ficar na piscina, foi logo para mar aberto.

Desafiar os próprios limites parece ser mesmo a sua paixão. Ela agora se dedica à canoa polinésia pelos mares de Copacabana, Ipanema e Leblon.  E, para agosto, já tem nova meta: participar de sua primeira Meia Maratona do Rio de Janeiro. “A cada dia, a cada mês, a cada ano, venço alguns limites e me sinto feliz assim”, define Glau, a incansável.